Quais clubes jogou Philippe Coutinho

Quando se fala em Philippe Coutinho qualquer garoto de 8 anos responde facilmente quem ele é, onde joga e com quem joga. O talento do jogador sempre foi indiscutível, desde as categorias de base do Vasco e da seleção brasileira. Porém, antes de ser contratado pelo Barcelona em janeiro de 2018, o meia- campista precisou trabalhar muito.

Antes mesmo de completar a maioridade, Coutinho já havia sido vendido para a Inter de Milão (ITA) por 3,8 milhões €, uma quantia relativamente baixa, comparado aos 633 milhões de reais desembolsados pelos catalães. Em sua rápida passagem pelo Vasco, Coutinho participou de 43 jogos e marcou cinco gols, ajudando a equipe a conquistar a série B em 2008, nada mal para uma jovem promessa. Assim que completou 18 anos foi para a Itália e lá teve muita dificuldade para conquistar seu espaço, principalmente sob o comando de Rafa Benítez, tanto que foi emprestado para o Espanyol (ESP) em 2012. O pouco tempo na Espanha foi decisivo para o atleta, que de quebra, foi eleito a revelação daquela da temporada. O atleta até teve mais chances em sua volta na Itália, que era comandada pelo brasileiro Leonardo, entretanto sua segunda passagem foi marcada por atuações irregulares. Foram 47 jogos pela Internazionale, marcando cinco gols e uma assistência. Em 2013 o Liverpool comprou o jogador por 13 milhões €.

As cinco temporadas na terra dos Beatles fizeram com que Philippe desse a volta por cima para se tornar um dos grandes jogadores da atualidade. A polivalência no ataque fez com que o jogador fosse peça importante para os técnicos que treinaram os Reds. Coutinho atua tanto como meia-atacante, segundo atacante ou pelas pontas. Além de ter talento com os dois pés e se tornar um especialista em chutes de longa distância, uma de suas especialidades.

Foram mais de 200 jogos e atualmente é o brasileiro com mais gols na Premier League, foram 41. Apesar da boa passagem o meia não conquistou nenhum título no time Inglês. Até o momento ele possui o pelo Brasileirão da Série B, a Super Copa da Itália, a Copa Del Rey e a Liga Espanhola.

Pela seleção brasileira o jogador é presença constante nas convocações desde a categoria sub-14 e estava presente na Copa do Mundo sub-20 em 2011, comandada pelo técnico Ney Franco. A oportunidade na seleção principal veio com o técnico Mano Menezes em um amistoso contra o Irã, em 2010. Porém foi esquecido na era Felipão, não sendo convocado para a copa de 2014 no Brasil. Após o vexame histórico do 7 a 1, o técnico Dunga assumiu a seleção e voltou a convoca-lo. O técnico Tite também lembrou do jogador e o chamou para as eliminatórias da Copa do Mundo, se tornando peça chave ao lado de Neymar, William e Gabriel jesus para disputar o mundial na Rússia.

Agora pelo clube catalão Philippe Coutinho joga ao lado de Messi, Suárez e companhia e se tornou componente importante para o esquema tático após a saída de Neymar.

Comentários